07 novembro 2011

Meninos de rua



Olá, desculpa pelo sumiço, mas hoje eu volto e volto com um estilo de postagem diferente, é sobre uma coisa que minha mãe falou ontem que me chamou um pouco atenção e resolvi compartilhar com vocês. Ontem estava vindo pra casa e vimos uma turma de moradores de rua todos juntos deitados em uma esquina sem cobertura nem nada, e minha mãe ficou falando “meu Deus do céu esse pessoal todo ai podendo ir para um local mais seguro” e eu até quis responde-la mais na hora revolvi ficar na minha, mas fiquei pensando que desde pequenininha eu passo por ali e sempre foi a mesma coisa, mas só agora ela realmente prestou atenção, e me passou pela cabeça quantas pessoas passam ali indo pra suas casar e só fingem que não estão vendo nada ou os julgam por tarem ali, chamando-os de drogados, q eles tem tantas oportunidades e não procuram nada, existe colégio de graça e essas coisas, mas as pessoas não param para pensar que eles não tão ali por que querem, muitas vezes eles já nasceram naquele meio, ou fugiram de violência domestica de pais, padrastos, tentaram ganhar a vida de alguma forma mas por serem pobres os descriminamos, tenho certeza que nenhum deles estão ali por que querem, como já disse por aqui eu não tenho preconceito com ninguém, e falo com todos e isso me levou a conhecer alguns moradores de rua e uma vez resolvi perguntar como é que era a vida deles, e ele disse que comida nas ruas era o que não faltava, dia tal é comida na casa das irmãs(freiras), outro dia é dia de sopão em outro canto e por ai vai mais nenhum deles nunca passaram fome, então ele disse que saiu de casa por que estava fazendo a família sofrer por conta de drogas e na rua os outros os incentivavam a roubar para a própria sobrevivência deles pois uma hora ou outra eles precisariam de dinheiro para algo além da droga que não é nada mais que crack e cola, pois maconha da fome e pó é curtição pra rico, e então eles acabavam entrando assim em roubos e até que ganhavam bem pois tinha vezes que dava sorte e ganhavam 1.800 reais de uma só vez e dai iam se mantendo. E foi então e passei a ver as coisas de forma diferente e ver que muitos ali acabaram entrando em um beco meio que sem saída, mas foi uma forma de ganharem a vida sem descriminalização dos que ele de certa forma amava, pois não achem que por eles estarem ali eles quiseram abrir mão da família, porque não é assim, esse mesmo menino disse que queria muito achar o irmão dele e saber como ele estava conversar com ele e essas coisas. Mas estou aqui mais uma vez dizendo procurem ajudar essas pessoas, não às discriminem, também não deixe de ajudar por que eles vão comprar drogas, você também pode da comida, roupa e fazer o dia deles ser um pouco diferente ou quem sabe não mudar a historia de alguém que precisa de você, não achem que eles vão agir com má fé com você se você for lá e ajuda-los não, pois é só isso que ele precisa, eles precisam de apoio que muitas vezes não tiveram em suas famílias. Não finja que não viu ou só feche o vidro do carro, ele é igual a você...



6 comentários:

Lindayana Lopes disse...

Bela postagens ,
Pena que muitas pessoas não se importam com essas cenas que nos fazem ficar de coração partido !

Continue assim , pois vc abrirá os olhos e os corações de mitas pessoas más que existem hj em dia, e abrirá tbm os olhos daquele que naum tem coração para ajudar essas crianças !

Beijooos!
http://jeitomeninadeser.blogspot.com

MARCO disse...

no mundo é cada um por sí, os governos não ligam para este tipo de situação

http://rocknrollpost.blogspot.com/

A Diva disse...

Estou seguindo aqui, segue o meu?!
http://maniasdadiva.blogspot.com/

Raquel Larissa disse...

Mas se fosse apenas cada um por si sem criticas ainda era melhorzinho, mas nem isso é, se você não ajuda você critica, o q teria que ser diferente, isso não nos leva pra frente em nada...
E já estou seguindo o manias da diva ;D

Lucas Nuti disse...

Justamente por ser igual a você que a culpa disso tudo é o sistema em que vivemos. É como a Crackolândia, tudo é marginalizado, mas ninguém aponta solução, é mais fácil empurrar o problema e fechar os olhos dentro do carro.
Bastardos do capitalismo...




http://alteregodonuti.blogspot.com/

O Despertar de um sonho disse...

Raquel adorei seu post;mas tenho que dizer que concordo com você em partes.
A maioria das pessoas, passa e finge que não vê preferem rotular e generalizar todos com viciados. Eu ja conversei com alguns moradores de rua e realmente alguns vivem na rua por falta de alternativa, ou melhor a rua foi a única alternativa que lhes sobrou, mas nem todos são drogados, assim como nem todos roubam. Mas algumas já conheci moradores de rua que foram ajudados, ganharam casa, moveis, emprego tudo para poderem viver de forma digna...mas o que eles fizeram com tudo isso? apos alguns meses começaram a vender os moveis, não durou muito tempo, pediram demissão, e mais adiante venderam a casa e voltaram para a rua, e porque? eram viciados? não, não eram...fizeram tudo isso porque simplesmente na rua era tudo mais fácil...não precisavam trabalhar, ganhavam comida pronta, esmolas, e tinham o dia livre para fazer nada. Parece mentira ou ficção mas é realidade. Então quando eu olho algumas pessoas morando na rua eu sempre me pergunto, se é escolha ou falta de opção...

Estou te seguindo, aguardo uma visitinha sua:
http://odespertardumsonho.blogspot.com/

Postar um comentário